Campanha Alimento com Carinho às Crianças Pequenas – saiba mais.

A Campanha que tem como objetivo sensibilizar organizações e gestores públicos neste movimento emergencial de doação de cestas básicas para que tenham um olhar cuidadoso para as crianças na primeira infância, incluindo nas cestas itens que fortaleçam seu desenvolvimento integral, complementando a atuação das políticas de promoção da segurança alimentar e nutricional. Conheça a Carta do […]

Continue lendo >

Cuidar de quem cuida.

Confira o texto de Damaris Gomes Maranhão, consultora e formadora do Avisa Lá, sobre o que significa cuidar e ser cuidado. Clique na imagem para acessar.

Continue lendo >

Um olhar pela janela

Há espaço para as manifestações, conhecimentos e poéticas infantis nestes tempos de isolamento social? As professoras das creches têm enviado propostas para as famílias vivenciarem com seus filhos, evitando as telas e cuja intenção primeira é manter os vínculos com a escola e também os intrafamiliares. São propostas que pretendem ser prazerosas tanto para a […]

Continue lendo >

De braços abertos

Acolher bem as crianças e suas famílias desde o primeiro momento exige atenção e preparo de toda a equipe da escola, e pode trazer resultados surpreendentes. Por Sílvia Rapp Leite e Maria Cristina P. Gouvêa

Continue lendo >

Como receber bem a criança e sua família

A entrada de uma criança pequena em uma instituição de educação não é preocupação apenas do seu educador, mas responsabilidade de todos os envolvidos. É importante que seja fruto de uma interação planejada entre os dirigentes, os educadores, os funcionários de apoio, a família, tendo em vista acolher a criança da melhor forma possível. Esta é a proposta da equipe do Centro de Educação Infantil Isabel Ribeiro. Por Antonia Ferreira Santos e Maristela de Fátima Bueno

Continue lendo >

Descobrindo o que a criança sabe na atividade inicial

O professor deve sempre observar as crianças para conhecê-las melhor, quando conquista esse saber consegue decidir a justa medida do desafio: propostas nem tão fáceis que as crianças não tenham nada a aprender, nem tão difíceis que se tornem impossíveis para elas. A busca desse equilíbrio pode partir de uma boa atividade inicial. Por Regina Scarpa

Continue lendo >