Escolhas infantis

Falar de si tem a ver com escolher, selecionar e contém uma grande dose de afetividade

As crianças do Colégio Santo Américo, em São Paulo (SP), também elaboraram suas autobiografias estimuladas e orientadas por suas professoras. Os resultados dos desenhos e a qualidade dos textos, cujos exemplos ilustram esta página, inspiraram a reflexão que se segue. Continue lendo >

O primeiro dia da professora

Como planejar sem conhecer as crianças? Esse foi o problema encontrado pela professora Ana Carolina no seu primeiro dia de trabalho. Ela considerou a faixa etária e pensou em propostas simples, com o objetivo de conhecer as crianças reais, sujeitos da relação de ensino e de aprendizagem. Partindo desse ponto de vista aproveitou os projetos que vinha desenvolvendo.

Aqui ela nos conta o que aconteceu nas páginas de seu diário de campo; nos links, trechos do livro O diálogo entre o ensino e a aprendizagem, de Telma Weisz
Continue lendo >

Diários de campo; escrever para pensar melhor sobre as intervenções do professor

Diários são as “obras que registram a relação do que se faz, a sucessão do que acontece todos os dias”. Essas obras estão presentes na história do homem há muito tempo, assumindo diversas funções; existem, por exemplo, diários de bordo que guardam as impressões de uma inesquecível viagem. Diários de navegadores rumo a terras desconhecidas que registram as descobertas do mundo novo. Diários de adolescentes que contam as alegrias e tristezas da juventude, das festas e namoros. Diários íntimos que guardam segredos insuspeitados…Continue lendo >