Aprender em grupo

O trabalho em grupo, na educação infantil, é uma prática bastante comum. No entanto, saber tirar proveito disso para potencializar as aprendizagens das crianças é algo que poucos professores dominam. Veja como crianças com diferentes hipóteses de escrita podem se ajudar quando trabalham juntas

avisala_17_cotia
No ano de 2002, a rede municipal de São José dos Campos teve a oportunidade de oferecer o Programa de Formação de Professores Alfabetizadores (PROFA) a 85 professores de salas de nível IV (6 anos) da Educação Infantil. Os encontros de estudos despertaram interesse do grupo em aprofundar seus conhecimentos referentes à linguagem oral e escrita. Essas professoras tiveram também mais uma oportunidade: participar de sessões específicas de Horário de Trabalho Coletivo (HTC) para aprofundar os conhecimentos adquiridos e ajustá-los à prática existente em nossa rede, considerando as especificidades da educação infantil. Os encontros ocorreram todas as terças-feiras, durante três horas.

O grupo do qual fazia parte era composto por 24 professoras da Região Sul de São José dos Campos, e era orientado pelas formadoras Sandra Regina Santana de Siqueira Silva – orientadora pedagógica da EMEI Profa. Ângela de Castro Fernandes Lopes – e Lucimara Aparecida Santana – orientadora pedagógica da EMEI Torataro Takitani. Ao iniciar Continue lendo >

Um computador na sala das crianças

Na sua creche ou escola tem computador? Onde ele está? Pense um minuto antes de seguir lendo esta matéria, pois essas perguntas são bastante reveladoras do assunto que vamos tratar

Kaique, 6 anos

Sabemos que, em uma instituição educativa, a organização de espaços, o mobiliário e a disposição de materiais nunca são casuais: cada detalhe do ambiente revela idéias e concepções educativas. Isso vale também para os espaços destinados aos computadores, já que o modo como as instituições acolhem a máquina e socializam seu uso revelam o que pensam sobre o lugar da tecnologia na escola.Continue lendo >

Estratégias de Leitura

No diário de campo de uma professora, encontramos uma interessante atividade cujo objetivo é ajudar crianças de 5 a 6 anos a avançar na reflexão sobre o sistema de escrita. Propõe-se a elas encontrar em uma lista, palavras que fazem parte de um poema lido com a professora. Como ainda não são alfabetizadas, precisam pôr em jogo tudo o que sabem sobre o sistema de escrita – conhecimento sobre o valor sonoro convencional das letras e das estratégias de leitura – para descobrir o que não sabem. Veja como elas pensam.

Continue lendo >