Revista Avisa lá #59

Revista Avisa lá #59
mais uma edição liberada para download gratuito

Sentidos e sentimentos. Tudo começou em função do interesse das crianças pelas personagens do Angry Birds, um jogo para celulares e computadores inspirados em esboços de pássaros sem asas. No faz-de-conta as crianças representavam os sentimentos das personagens com caretas, sons, narrativas e alguns conflitos surgiam entre elas. Pensando sobre o que cada criança sentia em diferentes situações, os professores fizeram várias propostas de representação das sensações e dos sentimentos em artes plásticas. Dentre as propostas, a visita a museus e a apreciação das obras fizeram as crianças pensarem sobre as pessoas, os sentimentos e os traços necessários para representá-los. Na escola, pesquisaram sobre os artistas, levantaram os sentimentos que conheciam, falaram sobre suas vivências; fizeram seus autorretratos e construíram um jogo de percurso dos sentimentos, fazendo com que avançassem em relação à resolução de conflitos e a maneira de enxergar o outro e o mundo.

Amigos leitores. Uma parceria em que estudantes do 5º. ano leem para os de 2º. ano gerou muitas situações de aprendizagem para todos. Ler em voz alta é uma prática que exige várias competências, como decodificar as marcas gráficas do texto e atribuir sentido aos códigos lidos para que a leitura cumpra a função de comunicação. E ler para outro traz a necessidade de dialogar com os interesses, saberes e representações dos ouvintes. Ao observar, aprender, colocar em prática e valorizar o ato de ler para o outro, alunos e professores ampliam o prazer pela leitura e contribuem para a formação de competências leitoras.

Criando e recriando o recreio. O projeto partiu da observação de como alunos e professores ocupavam o espaço e o tempo do recreio e da necessidade de se ampliar as possiblidades de brincadeiras e interações entre as crianças e entre crianças e adultos. Entendendo o recreio como um momento rico, no qual diferentes significações são constantemente construídas, os profissionais decidiram inserir novas opções, oferecendo mais possibilidades de escolha, aprendizagem e interação entre os pequenos, com propostas de contação de histórias e de movimento, ampliando, assim, as possibilidades expressivas e a interação.

A escrita em matemática. Quais situações didáticas podem mobilizar crianças do 1º. ano a lançar mão do registro escrito quando deparadas com uma situação problema? Nesse artigo, as professoras discutem as diversas situações oferecidas aos alunos que tiveram de resolver problemas do campo aditivo, registrando, cada qual do seu jeito, os meios para chegar às conclusões e vivenciando, depois, momentos de trocas mediadas para discutirem estratégias. Esta é uma ótima oportunidade para os professores, refletindo sobre as diferentes formas de registrar, descobrirem muito sobre seus alunos e suas formas de pensar.

Leia todos os artigos na íntegra, clicando aqui.

Posted in Blog, Novidades, Revista Avisa lá #59 and tagged , , .