Um mundo novo para as crianças a partir da formação musical

Um trabalho voltado para a formação de ouvintes sensíveis e reflexivos e para a valorização da criação musical infantil


A educação musical no Espaço Gente Jovem Santa Clara2, localizado na zona oeste em São Paulo, tem como objetivo construir conhecimento musical por meio do fazer musical, valorizando o desenvolvimento das qualidades humanas envolvidas nesse processo. Com esse propósito, desenvolvi uma seqüência de atividades no EGJ Santa Clara, que contemplava, de forma integrada, a interpretação, a criação, a escuta e a reflexão sobre a música.

A maioria das crianças de minha turma, de 8 anos, já tinha algum contato com a música, graças ao professor do ano anterior, que lhes ensinara, entre outras coisas, um repertório vivamente relembrado pelo grupo desde o nosso primeiro encontro: Maracangalha; Canto do Povo de Um Lugar; Asa Branca, além de cantigas e brincadeiras tradicionais da cultura infantil, como Bambu Tirabu, Senhora Dona Sancha, A Casinha da Vovó, e outras.

Pela conversa inicial e pelas fitas e cadernos que pude analisar, notei que a turma já havia trabalhado com improvisos e acompanhamento musical, usando alguns instrumentos. E também com timbres, usando como forma de registro o desenho dos próprios instrumentos.

Nesse contexto, um desafio para o grupo seria aprofundar os conhecimentos específicos da música e, para tanto, planejei uma seqüência de trabalho: uma experiência de um semestre, que se iniciou com uma brincadeira rítmica e se encerrou com uma pequena composição coletiva.

Fazemos Parte

Facebook

Google+