Nova Escola: O que e para que(m)

Propostas de escrita devem ter intenção comunicativa, gênero e destinatário claros. Projetos didáticos ajudam a conjugar esses fatores. Clique aqui para ler o artigo na íntegra

Discurso escrito refinado

A reescrita de contos tradicionais amplia o repertório linguístico de crianças de educação infantil. Por Paula Godoy Sant’anna e Alessandra Felix

Zoom e clic!

O uso da imagem para analisar, refletir e observar o trabalho pedagógico. Por Silvana Augusto

Quem sou eu

Produzir um livro de autobiografias com crianças em processo de alfabetização coloca em evidência a sua competência escritora. Por Beatriz Gouveia

Acalentar e acalantos

Quem canta para um bebê dormir primeiro se acalma com a toada e, assim, transmite tranqüilidade para o pequeno que está sendo embalado. Por Leandro de Lajonquière

O desafio de formar…formando-se

Após freqüentarem curso do Programa Além das Letras, participantes revelam que as transformações se deram em relação à aprendizagem escolar e (principalmente) em suas vidas. Por Rosilene Ribeiro

Dinossauros ajudam a pesquisar, ler e escrever

No Colégio Santo Américo, na cidade de São Paulo, os dinossauros contribuíram para um trabalho sobre textos informativos. Através da construção de um jogo tipo Super Trunfo, diversos tipos de textos passaram a fazer parte do cotidiano da sala de aula. Isso possibilitou às crianças ampliarem seus conhecimentos e repertório, apropriando-se assim da linguagem específica de cada texto, estabelecendo um vínculo prazeroso com a leitura e a escrita. Gláucia Barcena Albertoni e Tathiana Maria M. Leite